Teahupoo consagra Italo Ferreira e marca redenção do surfe brasileiro

Anderson Souza

Medina brilha, mas cai na semi: O mar de Teahupoo proporcionou um dos momentos mais emocionantes da história da WSL, com ondas pesadas, perigosas e deslumbrantes. Gabriel Medina, bicampeão mundial, surfou com maestria e conquistou uma nota 10 nas quartas de final. Infelizmente, na semifinal, ele perdeu para o havaiano John John Florence em uma bateria emocionante.

Siga nosso Instagram @blogdoandersonsouza

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Na grande final, Italo Ferreira enfrentou John John Florence, algoz de Medina. Dominando a bateria, o potiguar não deu chances ao havaiano e faturou seu primeiro título nas ondas de Teahupoo, um feito histórico que marca sua redenção após um início de ano abaixo das expectativas no circuito.

Treino para as Olimpíadas: A etapa de Teahupoo serviu como um importante treino para os Jogos Olímpicos de Paris 2024, já que essa mesma onda será o palco das competições de surfe.

Apesar de Italo não ter se classificado para os Jogos, o Brasil estará bem representado por Gabriel Medina, Filipe Toledo, João Chianca, Tatiana Weston-Webb, Luana Silva e Tainá Hinckel.

Superação e volta por cima: A vitória de Italo foi emocionante e simboliza a superação do surfe brasileiro após um início de temporada difícil. Com esse resultado, o potiguar sobe 11 posições no ranking e se coloca no quinto lugar.

Italo entra para a história: Ao conquistar o título em Teahupoo, Italo se torna o quarto brasileiro a vencer na famosa onda, juntando-se a Bruno Santos (2008), Gabriel Medina (2014 e 2018) e Miguel Pupo (2022).

Ainda há esperança para o Brasil: Apesar das dificuldades no início do ano, a performance de Italo, Gabriel Medina, Yago Dora e Tatiana Weston-Webb em Teahupoo reacende a chama da esperança para o Brasil na busca por um lugar na final em Trestles. Yago alcançou as quartas de final e subiu cinco posições no ranking, enquanto Medina chegou à semi e subiu sete. Italo, com seu título, entrou no top 5 do circuito.

Leia Também: Surfista Yago Dora supera número 3 do mundo e está nas oitavas de final em Teahupoo

Compartilhe esta notícia
Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.