Facebook e Instagram são proibidos de lançarem funcionalidades na Espanha

Anderson Souza

Em uma decisão inédita, a Agência Espanhola de Proteção de Dados (AEPD) proibiu o Facebook e o Instagram de lançarem novas funcionalidades até o fim das eleições europeias, marcadas para maio de 2024. A medida, tomada de forma preventiva, visa proteger a privacidade dos usuários e evitar o uso indevido de dados pessoais durante o período eleitoral.

Siga nosso Instagram @blogdoandersonsouza

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

De acordo com o site TechCrunch, a suspensão pode durar até três meses e se aplica a qualquer nova funcionalidade que envolva a coleta e o processamento de dados. Em comunicado oficial, a AEPD explica que a decisão se baseia em “circunstâncias excepcionais” e visa “prevenir a coleta de dados, a criação de perfis de usuários e a transferência de informações para terceiros”.

A agência ressalta que a medida busca impedir que os dados pessoais sejam utilizados “por controladores e propósitos desconhecidos que não são explícitos”. A Meta, dona do Facebook e Instagram, já se manifestou e afirmou que irá respeitar a decisão da AEPD.

Leia Também: Instagram vai fortalecer ferramenta de segurança contra assédio

Compartilhe esta notícia
Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.