Presidente eleita agradece Lula e diz que México e Brasil são nações unidas

Anderson Souza

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – Eleita nova presidente do México, Claudia Sheinbaum agradeceu ao presidente Lula (PT) pelas felicitações e o apoio prestados após a confirmação de sua vitória.

PUBLICIDADE

Siga nosso Instagram @blogdoandersonsouza

PUBLICIDADE

Sheinbaum reafirmou laços com o Brasil e destacou que os dois países são “nações unidas”. “Agradeço ao Lula pelo reconhecimento de nossa vitória. O México e o Brasil são grandes nações unidas por uma visão e valores comuns. Reafirmamos nossa amizade e vontade de continuar construindo um futuro compartilhado”, escreveu a mexicana em seu perfil no X.

Lula disse que o resultado da eleição mexicana é uma “vitória da democracia”. “Estou muito feliz com a vitória da Claudia Sheimbaun por ser uma mulher progressista à frente da presidência do México, uma vitória da democracia, e também pelo meu grande companheiro López Obrador”, escreveu o presidente no X.

Os dois conversaram por cerca de 15 minutos ao telefone no fim da tarde desta segunda-feira (3). O teor do diálogo não foi divulgado pelo Planalto.
Janja também comentou a eleição de Claudia Sheinbaum. “Com uma ampla história de luta de seu povo, e principalmente das mulheres mexicanas, esse novo capítulo nos inspira e fortalece na luta por mais mulheres na política”, afirmou a primeira-dama.

A maioria dos institutos de pesquisa já previa a vitória de Claudia Sheinbaum. Eles davam o resultado como certo. Como não há 2º turno no México, vence quem tiver mais votos absolutos, independentemente da porcentagem.

QUEM É CLAUDIA SHEINBAUM
Nova presidente já foi prefeita da Cidade do México. Ela tem 61 anos, vem de uma família rica e de origem judaica, é cientista e engenheira ambiental.

Apoiada por Andrés Manuel López Obrador, candidata se movimenta entre esquerda e centro-esquerda. Em seus discursos, ela manifestou intenção de continuidade do projeto do atual presidente, que tem boa aprovação no país, atribuía por especialistas aos sequenciais benefícios sociais às populações de baixa renda.

Políticas de combate ao narcotráfico e relações internacionais devem ter pouca alteração. Especialistas ouvidos pelo UOL afirmaram que Claudia deve manter as boas relações com os Estados Unidos e enfatizar o discurso de punição e “política de paz” com os traficantes, apontados hoje como um dos maiores problemas do país.

Compartilhe esta notícia
Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.