"Foi sem sofrimento": morre Kabosu, a cadela que inspirou o meme ‘Doge’

Anderson Souza

Kabosu, a cadela japonesa que inspirou o meme ‘Doge’ e se tornou viral na internet durante mais de uma década, morreu esta sexta-feira, com 18 anos, após uma longa batalha contra a leucemia.

Siga nosso Instagram @blogdoandersonsouza

PUBLICIDADE

A revelação foi feita pela sua dona, Atsuko Sato, nas redes sociais.

“Para todos os que amavam a Kabosu, esta manhã ela atravessou a ponte arco-íris. Foi muito pacificamente sem sofrimento, como se adormecesse enquanto sentia o calor das minhas mãos a acariciá-la”, revelou a dona da cadela numa publicação na rede social Instagram.

Na mesma publicação, aproveitou para agradecer a todos aqueles que apoiaram e amaram a Kabosu durante estes anos.

“Tenho a certeza de que Kabosu era a cadela mais feliz do mundo. Isso faz de mim o dono mais feliz do mundo. Gostaria de expressar o meu mais profundo apreço a todos os que nos enviaram muito amor”, declarou ainda Atsuko Sato.

Lembrando que, em dezembro de 2022, o animal foi diagnosticado com leucemia linfocítica crônica, um tipo de câncer no sangue, e com colangiohepatite aguda, uma doença hepática caracterizada pela inflamação das vias biliares.

Kabosu, de raça Shiba Inu, foi adotada pela professora em 2008. Cerca de dois anos depois tornou-se uma sensação da internet, depois de uma foto publicada pela dona, na qual aparecia com as patas cruzadas e a cabeça ligeiramente inclinada, ter corrido o mundo.

Foi na plataforma Reddit que o meme ‘Doge’ nasceu, associado a frases de inglês gramaticalmente incorreto, tendo como inspiração a série de desenhos animados ‘Homestar Runner’, quando uma das personagens se refere a outra como o seu ‘D-O-G-E’.

O meme voltou a estar nas bocas do mundo com a popularidade da Dogecoin, uma criptomoeda.

PUBLICIDADE

Já em 2021, o meme foi vendido em forma de NTF, por quatro milhões de dólares.

Leia Também: Chile: detido bombeiro suspeito de causar incêndio que matou 137 pessoas

Compartilhe esta notícia
Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.