Inglaterra: Mulher é condenada a prisão por matar bebê em creche

Anderson Souza

Nesta quarta-feira (22), a funcionária de uma creche em Stockport, na Inglaterra, foi condenada a 14 anos de prisão pelo homicídio de uma menina de nove meses. Kate Roughley já tinha sido considerada culpada pelo tribunal pela morte da bebê, que sufocou depois de ter ficado mais de 90 minutos amarrada a um pufe com a cabeça para baixo. O crime ocorreu em 9 de maio de 2022.

Siga nosso Instagram @blogdoandersonsouza

PUBLICIDADE

De acordo com o The Guardian o julgamento durou quatro semanas. Em tribunal, a funcionária da creche negou ter provocado a morte da menina. Ainda assim, ficou comprovado que a mulher embrulhou firmemente a criança num cobertor e a amarrou, de bruços, num pufe. 

A bebê gritou e tentou se soltar, mas foi ignorada pela funcionária. 

A juíza destacou que Kate Roughley agiu com “antipatia” e que devido à sua atitude “insensível”, uma família tinha perdido uma bebê. “Privou a família do futuro e deixou um vazio nas suas vidas”, disse.

Leia Também: México: Corpos de quatro homens e duas mulheres são encontrados em resort

PUBLICIDADE
Compartilhe esta notícia
Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.